Decidir por fazer ou não uma pequena reforma em casa pode representar uma dúvida para algumas pessoas, já que não se trata de uma tarefa tão fácil assim. Por outro lado, vale o sacrifício para ter espaços bonitos, aconchegantes e agradáveis para receber visitas e pessoas que fazem parte do cotidiano da família, não é mesmo?

Para que uma modificação simples não se transforme em uma grande dor de cabeça, siga as dicas que selecionamos a seguir para garantir a segurança da sua obra. Boa leitura!

1. Respeite normas e regras

Dependendo do tamanho e complexidade do serviço, você pode precisar de alvará ou licenças. Consulte o órgão público responsável por essa fiscalização na sua cidade e, se for o caso, providencie toda a documentação antes de começar para não ser surpreendido com multas ou, ainda, um embargamento da obra.

Siga, também, as recomendações de uso de equipamentos e materiais para garantir a utilização correta. Além disso, respeite as medidas de ergonomia para não ficar com corredores estreitos demais ou degraus que prejudicarão suas articulações, por exemplo.

2. Priorize a qualidade

Muitas vezes, o orçamento apertado faz com que o menor preço seja o parâmetro das compras. No entanto, fique de olho na qualidade dos materiais de construção e equipamentos de segurança a serem adquiridos para a sua obra. A economia indiscriminada pode custar muito caro com a necessidade de reparos posteriores, ou pior, a ocorrência de acidentes.

O ideal é planejar bem a obra, montar uma planilha de custos e iniciá-la apenas quando sua reserva financeira for suficiente para custeá-la. Se não for possível esperar, pesquise bastante por promoções e negocie descontos para gastar menos. Todavia, não compre itens de qualidade inferior nem improvise o que puder comprometer a segurança.

3. Verifique as instalações

Uma pequena reforma pode acabar se transformando em uma obra gigantesca se os encanamentos e eletrodutos preexistentes não forem considerados. O estrago pode sobrar tanto para você quanto para os vizinhos, sendo assim, lembre-se de sinalizar os locais com estruturas que corram risco de serem danificadas.

Outro ponto a ser considerado é a verificação de novas instalações. Inspecione cuidadosamente o material utilizado e o serviço feito para minimizar o risco de vazamentos ou outros problemas no futuro.

4. Proteja móveis e eletrodomésticos

Não fique com o prejuízo de móveis danificados nem perca tempo com a limpeza minuciosa de pó sobre seus pertences durante e após a obra. Se for possível, isole a área da reforma vedando portas e janelas durante os serviços que produzirem muita poeira.

Caso contrário, cubra tudo com plástico bolha e tecido ou armazene os itens em caixas de papelão devidamente fechadas. Em reformas de longa duração, opte pela contratação de um espaço de armazenagem para retirá-los da casa.

5. Acompanhe tudo de perto

Esteja presente na sua obra — desde o cálculo de custo até a compra de material e realização do serviço — ou passe essa responsabilidade para alguém de muita  confiança. Detalhes podem fazer toda a diferença tanto na questão da estética, quanto de estrutura.

Cobre a utilização correta dos materiais e equipamentos, supervisione as etapas de realização dos serviços e siga seu planejamento à risca (restringindo bem as exceções). Mantenha o controle para que a condução da sua obra siga o caminho esperado.

Seguir essas dicas durante a reforma em casa é uma boa maneira de garantir mais tranquilidade para sua família e para os trabalhadores em serviço. Mantenha a segurança no topo das suas prioridades e sua única preocupação será aproveitar bem a casa dos seus sonhos.

Acompanhe-nos nas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas novidades e materiais produzidos especialmente para você — estamos no Facebook e no Instagram!

Share: