Muitas pessoas têm vontade de colocar quadros em suas casas para deixar os ambientes mais interessantes e trazer a arte para seu cotidiano.

Igualmente importante é a iluminação dessas obras, para que sejam ainda mais apreciadas e destacadas dentro de uma residência.

Neste artigo, você vai conferir 3 dicas de iluminação para valorizar seus quadros. Continue a leitura e aprenda!

1. Como iluminar quadros posicionados no chão, nos móveis ou nas paredes?

Quadros no chão devem ser grandes e interessantes. O ideal é colocá-los sozinhos — como itens de destaque — e posicionar a iluminação no teto. O facho de luz deve ser direcionado de modo a iluminar todo o quadro igualmente, dando um belo efeito teatral.

Quadros nos móveis são utilizados para dar mais aconchego aos ambientes. É uma boa ideia iluminá-los por meio de lâmpadas ou fitas LED embutidas nos próprios móveis, criando uma atmosfera completa em acompanhamento aos outros objetos de decoração.

Já os quadros nas paredes costumam estar junto a outros quadros formando um mural ou então são grandes e retangulares para ocupar todo o espaço sozinhos.

Deve-se destacar cada quadro separadamente a partir do teto. Posicione as lâmpadas de modo que os fachos de luz incidam na parede e no quadro ao mesmo tempo, criando um efeito parecido com o de uma exposição de arte.

2. Como destacar os quadros nos diferentes ambientes da casa?

Seja qual for o ambiente é uma boa ideia ter um circuito separado apenas para a iluminação dos quadros, para que seja mais fácil o acionamento conforme a necessidade.

Quadros instalados em corredores ou halls devem ter uma iluminação diferenciada e de maior destaque, já que costumam ser o ponto focal do ambiente. Aqui, luzes jogadas na parede criando o efeito “banho de luz” podem ser muito interessantes.

Para criar uma atmosfera única nos quartos — principalmente nos de crianças e bebês — opte por conforto e segurança. Valorize os quadros com lâmpadas de cores quentes e suaves, para que favoreçam o sono quando ligadas durante a noite.

Em salas e cozinhas o ideal é que a iluminação dos quadros não conflite com a iluminação geral, que deve ser priorizada para aumentar o conforto e a funcionalidade.

Já em lavabos e banheiros opte por uma iluminação mais difusa que permita criar uma atmosfera única e relaxante.

3. Quais as lâmpadas e luminárias corretas?

Antes de mais nada, lembre-se de escolher lâmpadas que possuam maior eficiência energética e vida útil, como é o caso das lâmpadas LED. Apesar de o valor ser um pouco mais elevado a escolha com certeza compensará pela durabilidade (cerca de 25.000 horas) e economia na sua conta de luz.

As lâmpadas refletoras são a melhor opção para iluminar seus quadros, já que conseguem direcionar a luz e possuem facho definido para criar efeitos interessantes. Além disso, não distorcem a cor dos objetos e valorizam suas obras de arte.

Spots direcionáveis costumam ser a opção mais viável para a iluminação de quadros, podendo ser embutidos em sancas de gesso, instalados sobre trilhos ou mesmo na própria laje.

Lembre-se de instalar os spots a uma distância que permita o efeito desejado de acordo com o ambiente. Quanto maior a distância do spot maior será a área iluminada e menor será o desenho do facho de luz.

Se você ficou com dúvidas sobre algum termo mais técnico abordado neste artigo ou então deseja obter ainda mais dicas de iluminação, que tal baixar agora mesmo nosso e-book “Guia da casa com iluminação perfeita”? Com certeza será de grande ajuda para tornar a iluminação da sua casa ainda mais interessante.

Share: